Busquei a Deus!!

Posted: 20 de Junho de 2011 in poemas e pensamentos

 

Busquei Deus.Andei por colinas, desertos vazios e estéreis.
Explorei buliçosas cidades, percorri congestionadas estradas.
Procurei, mas não consegui encontrá-l’O.
Em aflição gritei pelo Seu nome!E então a Sua reconfortante presença encheu-me o coração subjugado.“Querida filha”, sussurrou Ele, “estou mais perto de ti do que imaginas;
as coisas que Eu criei têm o propósito de to mostrar.

À noite, os Meus braços circundam-te no esplendor dos astros:
Arcturus, Saturno, Júpiter, as Plêiades, Sirius, Orion…
Sou Eu que guio os peixes até às praias, o pardal ao seu ninho
e guardo a beleza das pedras preciosas no Meu cofre.
Há seis mil anos, fixei a órbita do Sol, preparei as águias para o voo
e ensinei o leopardo a correr.

Eu sabia que o chimpanzé te divertiria com as suas momices
e que Me encontrarias nas brincadeiras dos golfinhos.

Durante anos, com o maná, sustentei uma nação. Livrei-a das pragas.
Abriguei o fugitivo Jonas no ventre de um grande peixe.
Dei forças a Sansão para brandir uma queixada de um jumento.
Enviei um corvo a Elias e um abrigo para a aflição de David.
O óleo para a viúva e uma rede de pesca na Galiléia
para os Meus discípulos labutarem.

Tu não podes cavalgar um cometa que se projecta no espaço.
Não podes fazer desaparecer nenhum misterioso buraco negro do céu.
Não consegues desenhar nenhuma das iridescentes asas de uma só borboleta
nem segurar nas tuas mãos uma montanha para lhe modificar o tamanho.

Não podes apagar o Sol ou esconder o fulgor da Lua cheia,
construir uma colmeia, tingir uma rosa ou fazer crescer uma espiga.
Mas podes caminhar ao Meu lado, ouvir a Minha voz e segurar a Minha mão.

E enquanto caminhamos juntos, tu e Eu, entenderás melhor o Meu amor por ti
em cada violeta que desabrocha aos teus pés,
no leque opalescente do pavão, no débil balido de um cordeiro.”

Assim falou o Arquitecto da criação, quando separei tempo para orar.
Aprendi que Ele espera por mim no início de cada novo dia.

Achei-O!

Sim, achei-O na frescura do orvalho, num bálsamo curativo,
no azul do céu sem nuvens ao meio-dia.
Achei-O no crepúsculo.
Observei os Seus dedos que pintavam o céu com infindáveis opções de cores.
Os vivos matizes e as cores que se transformam deixam-me sem fôlego:
vejo o carmesim, o amarelo, o rosa, o ouro, passarem lentamente para o cinza.

Sinto a Sua mão em suaves brisas que me acariciam o rosto.
Encontro-O no gorjeio de um pássaro, no branco e puro lírio,
no raio de luar sobre o meu travesseiro no sossego da noite…

E assim, toda a vez que O busco ajoelhada em oração, sinto o bater do meu coração
e reconheço, feliz, que estou sob os Seus cuidados!

“Buscar-Me-eis e Me achareis, quando Me buscardes
de todo o vosso coração.” Jeremias 29:13

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s