Archive for the ‘internacional’ Category


Os aviões produzem contrails. O que é o Contrail? A palavra “contrail” resulta da junção das palavras “Condensation” e “Trail” e significa “rasto de condensação”. Libertados por aviões comerciais normais, estes rastos resultam das diferenças de temperatura dos gases emitidos pelas turbinas e desaparecem segundos depois da sua formação, acompanhando o percurso do avião e, só se formam, sob certas condições:
• Altura superior a 8.000 metros
• Humidade relativa igual ou superior a 70%
• Temperatura inferior a – 40º C

A palavra “chemtrail” resulta da junção das palavras “chemical” e “Trail”, que significa “rasto químico”. Os Chemtrails são criados intencionalmente, sendo formados por toxinas e metais pesados, dispersos deliberadamente com uma intenção através de aviões preparados para o efeito. Aparecem em altitudes inferiores onde a temperatura não chega a esses mínimos e, permanecem ali durante horas no céu. Qualquer rasto de avião que permaneça mais de 1 ou 2 minutos na atmosfera poderá ser considerado como Chemtrail.

Os produtos tóxicos constituídos e designados para a criação de nuvens artificiais são encontrados nos testes atualmente realizados em laboratórios com amostras provenientes das zonas afetadas pelos Chemtrails.

Os Chemtrails contêm metais pesados e outras substâncias prejudiciais para os seres humanos, animais e plantas; frequentemente peixes e pássaros apareceram mortos em grandes quantidades (envenenamento através de Chemtrails).

As partículas de metais e outros componentes dos Chemtrails quando inalados por um ser vivo alojam-se rapidamente nos pulmões, tendo consequências graves para a saúde. O relatório divulgado a 3 de fevereiro de 2011 e realizado por Ilya Sandra Perlingieri, demonstra o dramático aumento de metais pesados na atmosfera, sendo que estes não são elementos naturais da mesma.

Vários cientistas já confirmaram que está a ser utilizada uma mistura de sais de bário com fibras de polímero e outros produtos químicos que quando dispersos na atmosfera resultam numa aplicação utilizada para a propagação de ondas rádio eletromagnéticas, sendo direta e indiretamente responsáveis por vários sintomas que surgem no corpo humano, independentemente da faixa etária.

Outro relatório também regista o aparecimento de um cocktail de combustível do tipo JP8 + 100, misturado com 1,2-dibromoetano. Este pesticida químico foi banido em 1983 pela Agência para a Proteção do Ambiente dos EUA (EPA) sendo identificado como uma toxina química e substância cancerígena. Frequentemente são avistadas zonas coloridas no céu, formadas por 1,2-Dibromoetano, também conhecido como brometo de etileno.

Os Chemtrails com Dibromoetano são altamente tóxicos para a saúde.

Anúncios

Apesar do programa americano PRISM, de monitoramento de dados eletrônicos, ter causado indignação na Europa, uma reportagem publicada na edição desta sexta-feira do jornal Le Monde mostra que a França também utiliza práticas semelhantes em nome da luta contra o terrorismo.

Bernard Bajolet, chefe da DGSE, Direção Geral da Segurança Externa AFP PHOTO BERTRAND LANGLOIS

Bernard Bajolet, chefe da DGSE, Direção Geral da Segurança Externa
AFP PHOTO BERTRAND LANGLOIS

A reportagem do jornal francês revela que a Direção Geral da Segurança Externa (DGSE), a agência de inteligência francesa, intercepta e estoca sinais eletromagnéticos emitidos por computadores e telefones, no país e no exterior. Isso inclui e-mails, mensagens para celular, ligações e acessos ao Twitter e ao Facebook. Tais sinais são captados por satélites espiões e cabos submarinos de fibra ótica. O programa, similar ao americano PRISM revelado por Edward Snowden, foi batizado de “Big Brother francês”.

Esses dados, depois de coletados, permanecem anos em poder das autoridades francesas, o que em princípio, é totalmente ilegal. Eles são estocados em um supercomputador instalado no subsolo da sede da DGSE no Boulevard Mortier, em Paris, onde estão à disposição para consulta dos serviços de inteligência.

Batizada com o sugestivo nome de “nfraestrutura de mutualização”, esta imensa base de dados é utilizada para traçar as atividades on-line de um suspeito potencial. Os metadados são então analisados e podem revelar muitas vezes os caminhos utilizados por redes criminosas ou terroristas. Não se tratam de mensagens propriamente ditas, mas de gráficos que trazem informações preciosas para os especialistas capazes de decifrá-las. Em seguida, cabe aos serviços secretos a decisão de utilizar outros métodos, como grampos telefônicos, para obter outras informações.

Aparato é ilegal, diz comissão

O aparato seria totalmente ilegal, segundo a Comissão Nacional de Informática e Liberdade, órgão francês encarregado de fiscalizar o respeito à privacidade, aos direitos humanos e às liberdades individuais na Internet. Segundo a legislação francesa, uma possível interceptação de informação deve ser autorizada pelo primeiro-ministro e uma comissão destinada a esse tipo de questão.

O governo francês contesta as conclusões da reportagem do Le Monde, e afirma que os dados técnicos não são coletados pelos serviços secretos, mas pelo grupo interministerial de controle. Essas práticas também estão previstas na lei francesa. Depois de serem utilizados os dados são destruídos, de acordo com Jean-Jacques Urvoas, membro da delegação parlamentar do Serviço de Inteligência francês.

Fonte: http://www.portugues.rfi.fr


…e  agente da CIA que o denunciou

Muito se tem falado sobre o jovem Edward Snowden. Mas quem é ele? O que fez para ser falado? Bem, trata-se de um assistente técnico da CIA que resolveu deixar tudo para trás, família e emprego, e denunciar um mega sistema de vigilância americano, o PRISM.

Claro que à maioria dos media apenas interessa a história sensacionalista do ‘homem que quer denunciar algo, arriscando a sua vida’. Mas a história é muito mais que isso, aliás, essa mesma história pode estar a ser deixada de lado por conveniência.

Vamos saber porquê… vamos conhecer o PRISM!

nsa

O QUE É O PRISM?

PRISM é um programa de vigilância de telecomunicações altamente secreto, e o qual muitas pessoas não têm sequer conhecimento da sua existência. Desde 2007 que assim é. O objectivo do programa PRISM é vigiar e monitorizar toda a actividade das telecomunicações, bem como avalia-las, de forma a recuperar informações armazenadas acerca de um determinado alvo e vigiar toda a comunicação em tempo real.

Este é um projecto da NSA (National Security Agency), agência que trata dos assuntos de inteligência, ou seja, espionagem, e que pode fornecer a esta agência os mais diversos tipos de informação acerca das comunicações efectuadas.

PRISM  é então um sistema de vigilância constante e em tempo real, e que monitoriza tudo aquilo que o utilizador faz nas telecomunicações como:

  • Telefonemas
  • Actividade do Cartão de Crédito
  • Mensagens nas redes sociais
  • Sites na Internet que visitamos
  • Email
  • Mensagens
  • Skype
  • Fotografias
  • Vídeos
  • IP
  • Transferências
  • Notificações de login
  • Vários detalhes das redes sociais
  • entre outros

prism2

Todos os dados seriam então depois enviados para a NSA.

São várias as instituições que incorporam nos dados deste serviço, tais como: Microsoft, Google, Facebook, Yahoo, Apple, Youtube, AOL, Skype, etc. Segundo o The Washington Post, o PRISM é a “a principal fonte primária de inteligência usada nos relatórios de análise da NSA”.

O PRISM foi o sistema que surgiu para substutuir o antigo Programa de Vigilância do Terrorismo, implementado depois dos ataques a 11 de Setembro, que obteve as mais variadas críticas.

PRISMbriefingS2HApr2013_v1_0.pptx

QUEM É EDWARD SNOWDEN?

Tudo aconteceu quando um jornalista do jornal Washington Post recebeu slides de informação de Edward Snowden, um ex-agente da NSA, engenheiro e administrador de Redes Informáticas. Snowden afirmava não concordar com esta acção do Governo nem com a forma como estava a ser feito.

Snowden acusa que este sistema está a aceder a informações restritas dos 9 principais sites dos EUA, acima descritos. O ex-agente denuncia ainda que estas empresas entregaram inúmeros dados e informações à NSA.

edwarn

A imagem acima retrata a ‘linha do tempo’ das empresas que aderiram, sendo que a última foi a Apple, em outubro de 2012. A imagem mostra ainda que o PRISM tem custos de 20 milhões de dólares/ano.

Snowden denunciou, assim, um programa que vigia tudo o que fazemos, com quem fazemos, e porquê fazemos através das telecomunicações.

Segundo Snowden “quem deve decidir se os governos devem – ou não – investigar o que as pessoas comuns fazem na internet são os próprios cidadãos”

Esta revelação levou as pessoas a terem um ‘choque da realidade’ com que aquilo que fazemos, por muito secreto que seja, está a ser vigiado por alguém, na NSA, comprometendo, gravemente, a nossa privacidade.

Após a denúncia, Snowden fez capa de vários jornais em todo o mundo.

E, se por um lado os membros do governo designam o jovem ex-agente como traidor, muitos outros, como jornalistas e analistas, designam-no de herói, comparando-o mesmo a Assange do Wikileaks, o qual já deu total suporte a Snowden.

MAS O PRISM É LEGAL E LEGÍTIMO?

No senso comum do homem, é claro que um programa assim não pode ser legal, não se não for informada a população da sua existência, e se a mesma não concordar com ele. No entanto estamos a falar de instituições demasiado poderosas (e nem sempre justas), que por vezes colocam os seus interesses acima da lei.

Contudo, existe, na lei americana, um artigo designado “USA Patriotic Act” de 2001, desenvolvido para proteger a segurança aquando possíveis ataques terroristas. Na secção 215 deste artigo, vem indicado que o governo poderá omitir ordens de vigilância para atingir qualquer alvo que seja considerado ‘relevante’ para uma investigação de segurança nacional.

PatriotAct

Keith Alexander, director da NSA, afirmou mesmo que o sistema PRISM já saltou diversas vidas, uma vez que detectou e eliminou dezenas de atentados e ataques terroristas. Adianta ainda que se trata d euma forte vigilância da NSA que é feita de forma firme e transparente, não significando isso que os trabalhos e resultados se possam tornar públicos.

”Dada a natureza do trabalho, obviamente, poucas pessoas fora dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário estão a par dos detalhes do que fazemos ou sabem que operamos todos os dias sob diretrizes rígidas e com um dos regimes de supervisão mais rigorosos do governo americano“

POSIÇÃO DE BARACK OBAMA

O Presidente dos Estados Unidos da América defende o sistema PRISM, dizendo que a invasão da privacidade realizada pela NSA seria somente modesta, e que “ninguém estaria ouvindo telefonemas”. Por outro lado, Obama afirou que estas ferramentas seriam utilizadas somente para monitorizar estrangeiros o que, apesar de ter aliviado os americanos, causou mal estar no resto do Mundo.

REACÇÕES DOS UTILIZADORES

Como é mais que natural, esta bomba foi muito mal recebida pelas pessoas de todo o Mundo. Não é nada confortável estarmos no nosso computador, no nosso telemóvel ou tablet e sabermos que estamos a ser algo de um mega ‘Big Brother das telecomunicações’. A meu ver este género de sistemas já era suspeito de muitas pessoas, mas que se negavam a aceitar a sua existência e, só agora, os seus receios se tornaram realidade. O PRISM existe.

Depois das declarações de Obama, várias pessoas de outros países se indignaram. Viviane Reding,  secretária de Justiça da União Europeia pediu explicações ao presidente norte-americano e afirmou que “programas como o PRISM e as leis que justificam esses programas podem ter consequências desfavoráveis para os direitos fundamentais dos cidadãos da UE”.

Angela Merkel mostrou-se também indignada, afirmando que vai pedir justificações a Obama na sua próxima visita ao país.

O QUE DIZEM AS EMPRESAS COLABORADORAS?

As empresas às quais os utilizadores deram a ganhar através da compra de produtos e nas quais confiaram os seus dados e actividades. O que têm elas a dizer?
22
Depois de ao início terem negado estas acusações, empresas como Google, Facebook e Microsoft passaram a pedir à NSA mais transparência no funcionamento do PRISM. A própria Google pediu à agência americana que a autorizasse a tornar público quais os dados dos utilizadores fornecidos e o motivo.
Este pedido pode ser visto em mais pormenor no blog da Google.

O Facebook refere que gostaria de revelar um relatório de transparência, de forma a mostrar àqueles que utilizam esta gigante rede social, quais os pedidos da NSA e como é que a empresa respondeu a tais requisições de dados.

As empresas negam ainda que a NSA tenha tido acesso às suas bases de dados, afirmando que existiam ervidores ou HDs que recebiam a informação pedida sobre os utilizadores que, de seguida, sera entregue à NSA.

ESTADO ACTUAL DESTA POLÉMICA

Snowden fugiu da sua base no Havaí, para Hong Kong (país inimigo dos EUA). No entanto, após várias entrevistas para o The Guardian, o jovem desapareceu sem deixar rasto, facto que está a deixar todos revoltados e a temer o que lhe poderá ter acontecido.

Snowden tem sido um dos principais temas de debate nas redes sociais, exindo mesmo várias petições onlineque exigem o perdão de Barack Obama para com o ex-agente.

Fonte: pplware


Já muito se falou do ataque alegadamente terrorista de 11 de Setembro às torres gémeas do World Trade Center, surgiram teorias, surgiram especialistas e surgiram muitas questões… Mas quando um investigador Cientista encontra explosivos Nano Thermite em destroços do WORLD TRADE CENTER cai por terra a ideia de que o ataque foi terrorista ou pelo menos que foi como oficialmente foi dito.
‘A ganância do ser humano não tem limites’

‘A ganância do ser humano não tem limites’

Neste link vai encontrar o que está a ser noticiado pela comunidade científica: http://www.benthamscience.com/open/tocpj/articles/V002/7TOCPJ.htm?TOCPJ%2F2009%2F00000002%2F00000001%2F7TOCPJ.SGM

(Dinamarca), comprovaram a existência de explosivos altamente tecnológicos em amostra dos escombros das torres gêmeas e do prédio 7.

Essa pesquisa vem confirmar um trabalho semelhante previamente executado pelo professor Steven Jones nos Estados Unidos. Outras matérias que vêm de encontro a esse achado são as da equipa de Arquitectos para o 9/11.

Com esse achado explica-se a queda livre dos prédios num processo de demolição implosiva controlada. Os aviões não poderiam derrubar as torres gémeas devido a temperatura do combustível não ser suficiente para derreter aço. O impacto também não pode ter afectado a estrutura no nível afirmado pelo governo americano, uma vez que o prédio foi desenhado para suportar aviões daquele tamanho. Ferro derretido na base dos prédios ficou vivo por várias semanas.

E por três meses fotos infravermelhas de satélites mostraram bolsões de alto calor nas três torres. Larry Silverstein comprou o leasing do WTC entre 2000 e 2001, dois meses antes do “ataque” ele segurou os prédios em dois bilhões de dólares contra ataque terrorista, algo como todos sabemos um tanto incomum. O ataque 9/11 serviu para:

1. Criar ódio contra os árabes e fomentar as guerras americanas na saga pelo petróleo e a hegemonia Israelense no Médio Oriente.

2. Desaparecer com 1,5 trilhões de dólares a fundo perdido das contas do Pentágono (Rumsfeld declarou um dia antes).

3. Documentos provas contra a Enron que desapareceram na queda do predio 7.

4. Auto-pagar os empreiteiros, talvez via Larry Silverstein e a fortuna que ele arrecadou de seguro. Existem evidências que agentes do Mossad (serviço israelense) foram capturados no dia carregando explosivos. Todos foram libertados pelo FBI. (esta informação precisa ser confirmada).

 


Ainda há quem tenha dúvidas que não passou tudo de uma farsa e uma encenação…


Mark Zuckerberg aderiu ao casamento no sábado, quando trocou alianças com sua namorada há mais de nove anos, Priscilla Chan. O mesmo criador do Facebook que se casa agora, entretanto, é um dos responsáveis por pelo menos 1/3 dos divórcios nos EUA.

O Wall Street Journal divulgou nesta segunda uma pesquisa que afirma que mais de 1/3 dos divórcios nos EUA tem a palavra “Facebook” citada no processo. O estudo é da Divorce Online, uma empresa de advogados.

Além disso, nada menos que 80% dos advogados que cuidam dos processos de separação afirmam que está crescendo o número de divórcios por conta das redes sociais, segundo dados da Academia Americana de Advogados Matrimoniais.

Por que? Ao contrário de casos extraconjugais tradicionais, que poderiam levar anos para serem descobertos, pelo Facebook está a apenas “um clique”, além de o site estimular as pessoas a traírem, por tornar fácil o encontro, opina o especialista Jason Krafsky ao jornal norte-americano. “O Facebook coloca tentação em possoas que nunca teriam coragem de correr o risco de trair.”
Pesquisa da Academia Americana de Advogados Matrimoniais mostra que a palavra “Facebook” é citada em mais de um terço dos processos de divórcio nos Estados Unidos!

Mais: 80% dos advogados que cuidam de casos de separação afirmam que há um crescimento considerável do papel do Facebook nas crises conjugais que levam ao divórcio.

“Vejo o Facebook destruindo casamentos o tempo todo”, disse Gary Traystman, advogado de New London (Connecticut), de acordo com o “NY Post”.
Um estudo realizado por advogados britânicos mostra que o Facebook é citado em quase todas as causas de separação nos últimos meses.

“Mais de 20% dos pedidos de divórcio fazem referência ao Facebook”, revela o director-geral do Divórcio-Online, Mark Keenan, citado pelo ‘Expansión’.

“A razão mais apontada tem que ver com conversas sexuais inadequadas com pessoas com quem os utilizadores não as deveriam ter”, explica o mesmo responsável.

A dimensão do fenómeno é tal que já há empresas a desenvolver softwares próprios para que as pessoas possam espiar os seus companheiros através das redes sociais.


“a cara do detrás do face de quem é realmente ..quem lê entenda..!!
“Porventura deita alguma fonte, de um mesmo manancial, água doce e água amargosa? S. Tiago 3: 11”